Como perder ou ganhar dinheiro, com 8 mitos do Marketing para mulheres/feminino?

Como perder ou ganhar dinheiro, com 8 mitos do Marketing para mulheres/feminino?

Abaixo trago os 8 mitos pela incrível guru Marti Barleta e mais 2 e meio nossos, na Comunicação/Marketing inclusiva+mente feminina no Brasil.

QueriDonas, quando falamos de Marketing inclusivamente Feminino, ou apenas Marketing para mulheres, muita coisa vem a cabeça… já ouvi de tudo rs…desde:

1- Ahh vc só trabalha com empresas para mulheres tipo tapware? kkkkk eu ADORO esta… aí respondo que já fiz trabalho para postos de gasolina..

2- Empresas que só tenham foco no publico masculino tipo montadoras não precisam se preocupar com mkt feminino, né?… Esta a resposta é mais fácil: Viu que não temos mais carros sedãs nas ruas mas sim SUV’s? Quem esta comprando mais das montadoras hoje e no futuro comprara mais ainda?

3- Mas nem todas as empresas precisam melhorar sua comunicação com o publico feminino, nem todas vendem para elas…. por exemplo coisas de homens, relógios, sapatos, cuecas…? hummm resposta tão OBVIA, quem dá estas coisas de presente? Vc compra estas coisas para impressionar quem? etc…

Como percebem, mitos e mais mitos… e todos PERDIDOS! Então, como sei que muitas de voes tm seu próprio negocio, e atendem mulheres todos os dias… precisam saber se conectar e se comunicar de VERDADE com este publico… pensei em trazer dados mais formais e estratégicos para começarem a mudar tudo o que ja ouviram e não funciona mais.. e pararem de perder dinheiro e atrapalhar o crescimento social de todas nós inclusive rs…

Estes mitos abaixo serão úteis para finalmente entendermos onde estamos e como estamos estagnados na perda de dinheiro…e muito!

Minha intenção é ajudar todxs a entender o atual mundo do consumo feminino e assim parar de rasgar dinheiro com cegueiras ou estratégias furadas e batidas… espero colaborar com colegas e consumiDonas/empreendeDonas amigas, de qualquer área, com estes dados e insights úteis!

Espero que traga muitos frutos para todos aqui também!!…e ajude muitos a parar de perder tanto dinheiro com um marketing ultrapassado, e qualquer coisa que precisarem já sabem, basta me chamar! 😉

Para começar, uma pista enorme desta questão se abre se olharmos as 10 empresas mais amadas no Brasil (e no mundo) pois aí saberemos quem esta fazendo marketing inclusiva-mente feminino ou não… —-spoiler— Netflix e Apple continuam conquistando nossos corações, assim como youtube e facebook…;) poucas são tão focadas em entender o público feminino como estas! A fonte mais atual deste ranking esta aqui: http://exame.abril.com.br/marketing/marcas-mais-amadas-mundo/

Então começando pelo começo, ou seja, pela grande guru e escritora do Marketing 2 Women (segundo o mercado e o guru de gestão Tom Petersa querida Marti Barletta, trago estes 8 mitos que de forma muito clara e simples nos transportam para este mundão e abrem nossos olhos para a realidade das ruas, no assunto consumo mundial.

E já explicando, traduzi os Os 8 mitos no Mkt feminino dela trazendo para nossa própria realidade. Depois resolvi escrever mais 2 e um bônus como sendo nossas analises finais sobre a Comunicação/Marketing inclusiva+mente feminina. Preparados?

Bora encarar os mitos assustadores que fazem a maioria PERDER muito dinheiro:

1- Fazer marketing para as grandes potências do consumo, ou seja mulheres, pode parecer adequado, mas… devido aos recursos escassos, devemos focar nossos gastos atuais apenas no nosso negocio.

2- Nós temos que manter nosso foco em nosso publico alvo já instituído: Homens.

3- Os ganhos das mulheres, na média, são menores que os dos homens, assim, não faz sentido ir atrás de um publico que trará menos lucro.

Escrita em 1945 #sqn: 4- Fazer um marketing/comunicação inclusiva-mente feminino irá requerer que eu dobre meu budget, ou pior ainda, me fará dividir ele em 2.

5- Com Mulheres, marketing é apenas questão de relacionamento

6- Trabalhar o marketing 2 women ou a comunicação inclusiva-mente feminina é com a área de iniciativas de “mercados emergentes” ou “mercados especiais”.

Esta eu adoro #sqndefato: 7- Nós acreditamos em marketing “Neutro” para ambos os generos, mulheres até preferem!

8- Eu ouvi pelo mercado que fazer marketing e comunicação pensados para o publico feminino não funcionou muito bem, o marketing to women ou a comunicação inclusive-mente Feminina não serviu no passado.

-Obrigada QueriDna Barletta — continua para nós com mitos avançados —–→

9- Fazer marketing ou comunicação segmentando as gerações de mulheres é besteira, teriamos que entender a mulher prime, a millennial, a X, a Z, a loba e etc… seria muito gasto, e afinal: mulheres pensam igualmente, independente de geração.

Este eu abomino! -10 – O marketing/comunicação inclusive-mente feminino se refere APENAS ao sexo Feminino biologicamente falando, e não aos os seres femininos de ambos os generos, ou para ficar claro: todos que tenham em seu DNA o cromossomo X.

Você já deve estar concordando que estes mitos são no mínimo contraproducentes e levam ao fracasso com a consumidora/compradora/influenciadora de mais de 75% do consumo mundial, algo como $30 trilhões de dólares ao ano… ou seja? Do mercado global todo na realidade. Consequencias primarias? Ela preferir seu concorrente e não você… o poder financeiro esta na mão dela, a decisão emocional também.

Estes mitos afetam economica e empiricamente, tanto em vendas quanto em branding e marketing, inclusive por serem tão enfatizados em Publicidade e propagandas em tantos canais. Afetam MUITO. Existem ainda muitas empresas (e profissionais) que continuam a ignorar ou, pior, a maltratar a maior potencia economica do século XXI (que veio para ficar, alias) do nosso Planetinha azul, e não entendem como perdem tanto dinheiro.

Então… a melhor maneira de perder, e muito, é nem começar a entender a consumidona real. Seja por insistir em ignorar o que esta acontecendo no mundo atual do consumo, seja por não buscar ajuda para entender. A perfeita maneira de não se ter respeito, é não se respeitar, mostrando em ações, deixando de fazer de seu publico um foco e objetivo.

Percebemos nitidamente que se usam estereótipos femininos arcaicos sem conexão com a mulher atual, tão presentes em jobs, produtos ou serviços etc, na contramão do empoderamento feminino real. Isto produz um efeito colateral claro: marcas e empresas deixadas de escanteio na preferencia feminina, no ranking das marcas/empresas de “Promoção”, no temido limbo do preço baixo e nada mais, deixando de ser respeitados e assim de conquistar consumidonas influenciadoras e aliadas.

Aceitar apatia e desconexão com sua marca/empresa, produtos ou serviços é criar sua lapide comercial e gastar cada vez mais dinheiro para não morrer. Isto sim é gastar errado, derrubando seu lucro e gastando muito com ilusões sobre seu publico.

Aqui a dica de ouro objetiva é nunca se esquecer: homens não são tão bons compradores quanto são consumidores (alguma novidade?)… então quem potencialmente realiza a compra? Quem influencia a maioria do consumo de tudo, fisico ou midiático? Quem representa hoje a maior força economica em lares e fora deles? Tem outra resposta para estas perguntas que não: mulheres? Não… estes XX’s estão cada vez mais poderosos.

E…quanto a questão de rendimentos, mesmo ainda recebendo menos que homens, por questões socias e machistas, mulheres estão despontando como as que mais estudam e se preparam e isto significa uma mudança gigantesca na questão salários/ganhos nos próximos anos; vai esperar e pagar para ver? Elas chegaram até aqui com muito esforço, financeiro inclusive, por isto sabem aumentar seus resultados como ninguem e ainda conseguem persuadir a dinamica de gasto/compra de outros pares em casa e fora dela; não estamos mais na decada de 50 em que mulheres precisavam de autorização para gastar, certo? Ao contrario, a economia gira em torno das decisões de consumo nas mãos delas, todos os dias…não tem como voltar mais de 60 anos atrás…

Menos é mais em nossas mãos. Escolhemos a dedo, então seja interessado e se tornará interessante para nós. Nunca seja econômico no interesse sobre nós, nosso gosto por relações, criatividade, humor e imaginação. Assim, suas ações de marketing e comunicação se tornarão efetivas tanto para mulheres quanto para homens; não é magica, é apenas adequar a estratégia e ser verdadeiramente interessante, o que é valido para ambos os gêneros! E o melhor, o retorno será gigante e mais perene, com menos obstáculos, afinal, será na língua assertiva mundial da era dos relacionamentos: essencialmente interessante.

Frase de ouro: Preço é masculino, Valor é feminino! 😉

Resumo de todo o papo: Parar de se enganar, parar de gastar dinheiro acreditando que estão fazendo certo se estamos mostrando que esta ERRADO; é URGENTE!

Escutar e dialogar, se abrir para a mudança inevitável do feminino atual é o único caminho de sucesso. Estamos encabeçando novas soluções mundiais, vide o movimento colaborativo (Airbnb, sites de Crowdfunding etc) que chegou até aqui carregado por NÓS, fora as plataformas de E-commerce como mercado livre, enjoei, aliexpress etc, que só cresceram porque nós compramos a idéia e influenciamos diretamente em seu crescimento. Esta revolução continuara em todas as áreas, é um caminho sem volta, não existe forma de ficar de fora sem falir ou rasgar dinheiro todos os dias e isto não é magica, é estratégia furada e louca mesmo 😉

Finalizo o papo/texto, deixando um convite: Vamos todxs Juntxs?;) A nossa casa esta aberta tanto para as consumidonas quanto para empresas e profissionais da área…me mandem mensagem por aqui com perguntas que quiserem ou acessem as nossas redes sociais https://www.facebook.com/marketingdnafeminino/ e Instagram, para seguirmos crescendo, todxs juntxs!

Donas, que tal falarmos sobre novas oportunidades e vendas para mulheres no próximo post, para empreendedonas???

30 trilhões de bjs e muito sucesso para todxs nós… e continuamos!

Dna Fernanda Celina -Main Brain da casa Mkt Dna feminino 

10686999_721405937896655_2839754430291858048_n

Sobre Fernanda Celina

1@ Consumidona e empreendedona, mente feminina por trás desta casa, outra ex chefe de Mkt e negócios durona e workaholic de alguma Multi, que preferia contratar mulheres e que ama pensar e usar ferramentas!
Gateira e feminista, rebelde, leitora voraz, costureira, questionadora e cheia de “creres”: creio em serumaninhos e não em generos e em um Mundo e Marketing mais honesto e inclusiva-Mente Feminino, que produza mais verdade e menos prejuízos, principalmente emocionais!!! Com estratégias mais sustentaveis para todos e confiaveis para as consumidonas de TUDO: Mulheres e Mentes femininas, nascidas com um X ou com 2 XX.
Creio mais ainda na força da economia criativa e colaborativa, para que TODXS nós nos juntemos e trabalhemos na aceleração de nossa revolução no mercado, e na industria da MODA principalmente. O temido poder econômico sempre esteve em NOSSA$ Mão$ e bol$os, vamos usar-lo?? Nós, mercado/empresas podemos nos ajudar e ganhar todos!
Empoderar dando consciencia e informações as consumidonas e empreendedonas é a meta..depois sentamos para um café e conversas…s2 ;) borá ganhar todas juntxs, queridonas?:)

Veja também

Abusos. Aceitamos ou NÃO Donas!

Queridonas, bem vidas ao nosso Manifesto do Blog: Atenção spoiler—>assunto dolorido e URGENTE em Abusos contra …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *