Publicidade/consumismo infantil não!

Dnas, aqui em nossa casa somos tanto contra a Publicidade quanto o lobby para o consumismo infantil. Como eu tentei explicar no vídeo de apresentação do Dna Feminino lá no nosso canal do youtube, para quem não viu ainda, e quer rir de mim…rs aqui vai o link…:) https://www.youtube.com/watch?v=vMKeJYdzVxk, já que insistem em tentar passar por cima dos próprios pais e adultos para angariar e persuadir os pequenos “consumidores” que não são pagadores (ainda), mas influenciadores natos e muito frágeis para entenderem esta manipulação “colorida” por si mesmos.

imagem-bebe-marcas

O maior problema na publicidade focada nas crianças é a utilização constante de mensagens subliminares ou ainda personagens infantis do cinema e TV para atraí-los. Criam comerciais machistas, por vezes, colocam menininhas em situação parecida com as de modelos adultas, ou ainda, colocam produtos ruins para a saúde como algo bom, apenas para oferecer algo “em troca”, seja uma imagem, um brinde, um desejo de pertencimento etc.

Os pequenos ainda não tem capacidade intelectual para entender e se defender dessas artimanhas, que é a criação de um universo lúdico para alcançar o bolso dos PAIS, afinal eles estão na caminhada de seu desenvolvimento emocional e intelectual, e ainda pior, estes serzinhos estão em construção e sedentos por exemplos.

Alguns dados assustadores:

Segundo um estudo realizado pela TNS Interscience intitulado Kids Power:

83% do público infantil é influenciado por publicidade;

72% relacionados a personagens populares;

38% por itens que contenham brinquedos ou jogos;

35% por embalagens mais atrativas.

Portanto, sabemos que a publicidade é para estimular o consumo e que não deve ser direcionada às crianças, mas sim aos Pais e Adultos que saberão como administrar os prós e contras. É simples.

Baseando-se nisso, apoiamos os projetos  e movimentos  para a Infância Livre de Consumo, que lutam há muitos anos para que tenhamos mais fiscalização do CONAR (Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária), mais atenção das empresas anunciantes quanto às leis de proteção aos vulneráveis (as crianças), tanto na publicidade e propaganda quanto nas mídias, além de normas de bom senso do mercado e ainda conscientização da população por meio de vídeos explicativos, etc.

A rede Rebrinc, o Milc (Movimento Infância livre de Consumo) e o Instituto Alana, sempre que possível, estarão aqui em nossa casa e em nossas redes sociais. Vocês verão muitos reposts e compartilhamentos destes grandes projetos para discutirmos e apoiarmos, ok Dnas?!

Para quem quiser entender mais deste movimento e quiser aplicá-lo na família e amigos, comece aumentando seu alcance nas redes sociais. Deixarei os links abaixo, ok?

Se não formos nós a pensar pelas crianças que ainda estão em desenvolvimento e são incapazes de tomarem decisões racionais em consumo, quem será que cuidará delas e seus futuros, não é Dnas?

O mercado e a mídia tem sido péssimos professores, e a cada dia usam ferramentas mais potentes de manipulação como o neuromarketing aplicado de forma errada, manipulações com personagens, brindes, etc. Temos muitos casos de distúrbios alimentares e emocionais causados pela mesma cultura do padrão de beleza e de consumismo que já vem sendo imposto a todas nós adultas desde sempre. Porém, agora não as ignoramos mais e estamos unidas, assim podemos cuidar dessas crianças e retirá-las desta imposição de “comprar e comprar “de querer/desejar/precisar para não se sentirem “supostamente excluídas”, porque já estivemos neste mesmo ponto e aprendemos a nos proteger, portanto, também as protegeremos!

Borá todos juntas Consumidonas? Abaixo seguem os sites dos movimentos que citei, no acesso encontrarão as redes sociais de cada um ;).

milc.net.br/ rebrinc.com.br / alana.org.br

Seguimos juntas,  queriDonas…:D

Sobre Fernanda Celina

1@ Consumidona e empreendedona, mente feminina por trás desta casa, outra ex chefe de Mkt e negócios durona e workaholic de alguma Multi, que preferia contratar mulheres e que ama pensar e usar ferramentas!
Gateira e feminista, rebelde, leitora voraz, costureira, questionadora e cheia de “creres”: creio em serumaninhos e não em generos e em um Mundo e Marketing mais honesto e inclusiva-Mente Feminino, que produza mais verdade e menos prejuízos, principalmente emocionais!!! Com estratégias mais sustentaveis para todos e confiaveis para as consumidonas de TUDO: Mulheres e Mentes femininas, nascidas com um X ou com 2 XX.
Creio mais ainda na força da economia criativa e colaborativa, para que TODXS nós nos juntemos e trabalhemos na aceleração de nossa revolução no mercado, e na industria da MODA principalmente. O temido poder econômico sempre esteve em NOSSA$ Mão$ e bol$os, vamos usar-lo?? Nós, mercado/empresas podemos nos ajudar e ganhar todos!
Empoderar dando consciencia e informações as consumidonas e empreendedonas é a meta..depois sentamos para um café e conversas…s2 ;) borá ganhar todas juntxs, queridonas?:)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *